Setor 2814 #29 – Batman Arkham Asylum

E NO EPISÓDIO DE HOJE…

A Carol Bardese e o Bruno Castro discutem sobre o jogo Batman Arkham Asylum!!! Como foram os bastidores desse jogo? Como ele saiu de um quase “Guitar Hero” para um dos melhores jogos de heróis de todos os tempos? Ele merecia ter ganhado jogo do ano naquela época? Pegar todos os trofeús/conquistas é difícil? Escute para conhecer todos os mistérios, easter eggs e curiosidade dessa obra prima dos games.

Links Relacionados:

Todos os áudios das entrevistas com os pacientes do jogo

Todos os áudios do Espírito de Arkham

Você pode gostar...

  • Joselio Bezerra

    The First.

  • Olá Carol e Bruno, primeiramente sou novo por aqui e ando maratonando seus episódios, curti pakas os episódios de Injustice, e o das formações da Liga, só pra constar amo muito a fase do Kevin Maguire, Keith Giffen e do DeMatteis na fase internacional, foi uma volta para DC num período marvete de minha vida. Curtia pakas o que o Gladiador e Besouro aprontavam, amo aquela dupla, cheguei a ler até o odiado Liga 3000 e até curti um pouco a pegada da HQ.
    Fora isso parabéns pelo cast do Filme da Liga, curti pakas sua participação no Podcrastinadores, um colírio DCnauta no meio daqueles Marvetes Safados que tanto amo, aliás foi por meio deles que descobri vcs dois viu.
    Sobre o que interessa agora, Batman Arkham Asylum joguei ele logo no lançamento e curti pakas, que game lindo, mas confesso pra vcs que foi pelo Arkham Knight que eu me apaixonei, eu achei bacana como algumas dinâmicas do jogo se manteve e outras coisas evoluíram, joguei o City menos o Origins por achar herético demais para aquela saga, implicância minha mesmo. Mas meu incomodo com o Asylum na época foi o ir e vir que o game faz, o cenário não é grande e me senti num grande castlevania ali, tendo que ir e voltar as vezes passando pelos mesmos cenários, isso me incomodou na época tornando tedioso o game as vezes quando queria fazer uma maratonada nele.
    No demais adorava buscar os Easter Eggs do game, sem contar que eu amo ler tudo, acho interessante pakas esse lance do game ter um Codex para contar não só o que está ocorrendo ali mas também o que está ocorrendo ou ocorreu em volta do jogo ou com os personagens.
    No demais curti pakas o cast de hj, bj no coração de vcs dois e parabéns pelo trabalho.
    Aliás que tal fazer uns casts tipo o do Crise parte 1, focados nas sagas dos Titãs (perdão não conheço muitas, li titãs na época do Jericó e da Terra) e das ultimas sagas dos Lanternas, desde que Geoff “corrigiu” um bocado de coisa venho vendo muita coisa herética sendo feita de lá pra cá desconstruindo ou abusando demais daquilo que o cara arrumou. Se possível dá uma pensada com carinho na ideia.

    • Bruno Castro

      E ai Batéma (feira da fruta é o q vale msm hehe) que bom que a participação da Carol está nos trazendo novos ouvintes e que bom que ta gostando dos episódios. Vou começar pela sua sugestão, fizemos um cast contando todo o primeiro volume dos Jovens Titãs no estilo da Crise ai, é o episódio #13, em breve faremos um contando a fase do Perez.

      Sobre o jogo Arkham Asylum acho que esse estilo metroidvania de ir e voltar para o lugar quando tiver o equipamento certo foi utilizado para dar um tempo maior de jogo, eu acho q eles fizeram bem utilizando a história, pq no máx vc passava por um mesmo local 2 vezes. Agora eu preciso voltar pro Arkham Knight para pegar a platina. Obrigado pelo comentário e volte sempre 🙂

  • Carlos Roberto

    Fala Carol e Bruno! Primeiramente um feliz natal e um próspero ano novo para vocês! Desejo sucesso tanto no setor quanto em suas vidas!
    Bom, sobre o cast em si, é até redundante falar que esse foi um excelente cast! Gosto quando vocês mostram esses seus lados gamers haha.
    Gosto muito da franquia Arkhan, já joguei todos e o meu preferido é o Arkhan Knight.
    Estou junto com o Bruno, corri atrás dos colecionáveis e também platinei o Asylum hehe, só fiquei meio confuso se a Carol gostou ou não do jogo haha, e o que vocês acham de games de super heróis? Qual personagem da DC vocês gostariam de ter um game da mesma qualidade da franquia Arkhan? Eu gostaria de um game de mundo aberto do Superman, acho que teria várias possibilidades interessantes para abordar nesse jogo, como cenários destrutivos e etc.
    Sobre o as respostas dos emails do cast anterior, obrigado Carol por me entender e respeitar minha opinião sobre algumas divergências sobre o flash do Erza Miller e sobre a rivalidade da Marvel e DC sobre citar o exemplo do Pokémon e Digimon, foi muito elegante e educada a sua resposta, e é isso aí, viva a zueira e viva esse mundo Nerd que tanto amamos!
    Um grande abraço para vocês e até mais!

    • Bruno Castro

      Fala Carlos blz? Feliz ano novo pra vc tbm 😀
      Olha ai, que bom que não sou só eu que gosta dos colecionáveis do jogo. Eu preciso agora voltar pro Arkham Knight para platinar ele, vc já fez isso? Olha sobre os jogos nesse nesse estilo a DC poderia fazer um do Arqueiro Verde, Esquadrão Suicida e talvez um Jovens Titãs… infelizmente eu ainda n consigo ver um jogo com o Superman e o flash pq ou eles ficam lentos e fracos ou n tem inimigos para enfrentar. Vc poderia explicar como seria a sua ideia para o jogo do Superman?

      • Carlos Roberto

        Então, eu só não platinei o Arkhan Knight por conta do charada, são muitas dessa vez hahaha.
        Minha ideia para um jogo do Superman seria usando umas das ideias da história do Injustice, onde o Batman junto com o Luthor prepara aquelas pílulas que concedem super força para quem tomar, que ele faz para enfrentar o super, mas no caso o Lex Luthor poderia ser o criador delas e espalhar por Metropolis, assim teríamos inimigos pareos para o super. E concordo com você, um jogo do arqueiro seria legal também, com todo o conceito urbano acho que funcionaria legal.

  • Murphy Pendleton

    Muito bom,comecei a acompanhar hoje e vou escutar todos os anteriores.

    • Bruno Castro

      Obrigado Murphy espero que goste e volte para comentar o que achou

  • Rafel Saitar

    Olá, dupla, conheci agora o cast, e demorei a perceber que você, Carol, era a mesma Carol que participara do Podcrastinadores da Liga. Legal.

    Minha opinião sobre o Asylum e o Shadows é completamente oposta à tua. O Batman é bem dinâmico e empolgante, e não consegui jogar nem uma hora do Shadows, que considerei de jogabilidade travada, é maçante, repetitivo e ultrajante à mitologia do Tolkien…

    No mais, estou maratonando. Afinal DC nunca é demais.

    Abração!
    Ráfel

    • Carol Bardese

      Opa, tudo bem Rafael?
      Qdo vi seu comentário já tinha gravado a leitura de recados então vai a resposta por aqui mesmo!
      Sim, eu mesma hahaha se isso é bom ou não já é outra coisa!!!
      Em relação a SoM x Asylum, poxa, jogamos jogos diferentes!! Na verdade acho que estou mais com nostalgia do que qq outra coisa, mas admito que joguei naquela época, não zerei (o que não é novidade) e não voltei até agora pra ele, então pode ser meu cerebro pregando uma peça!!
      Espero que esteja gostando dos casts 🙂 depois volte para falar o que achou!
      bjs